top of page
teamwork-making-online-blog.jpg

A luz e a tecnologia como obra de arte

Enquanto antigamente a humanidade era extremamente dependente da luz natural para realizar suas tarefas diárias, hoje a diferença entre dia e noite às vezes parece bem pequena. A luz nasceu da utilidade prática, mas atualmente é bem mais que isso. Cada vez mais a iluminação deixa de ter a serventia apenas de alternar entre claro e escuro, e passa a ser meio de arte, de aconchego e de qualidade.

Esse processo permite às pessoas acesso ao poder de transformação ocasionado pela luz. Na arquitetura e decoração, ela tornou-se protagonista, criando cenários surpreendentes e provocando sentimentos. Quando juntamos esse poder à tecnologia digital, esses cenários ganham vida e passam a fazer parte de um modelo de evolução e automação das atividades, empoderando o ser humano sobre si próprio, sua gestão de tempo e sua capacidade de criação.


Materiais de possibilidade criativa

Com esse processo de mudança da iluminação tradicional para a criativa, alguns materiais chamam atenção no quesito versatilidade.


Perfis

Os perfis de LED são um material disponibilizado em muitos modelos e tamanhos, proporcionando infinitas possibilidades. Eles criam um aspecto moderno e tecnológico, muito pela sua característica linear, podendo ser utilizado no teto, na parede e em móveis. A grande sacada desse artefato é dar vida a pontos específicos da decoração ou da estrutura do ambiente. Apesar de ser uma luz de brilho forte, com a instalação é possível torná-la mais difusa, o que é vantajoso para iluminação indireta.

Fitas

Quando falamos da fita, flexibilidade é a palavra-chave: o que é perfeito se o seu objetivo é apostar na criatividade para transformar os ambientes. É uma fonte de luz em formato de fita, normalmente adesiva. Com esse tipo de iluminação, você consegue realçar traços arquitetônicos e decorativos de forma discreta e delicada. Os locais preferidos para a colocação do material são as sancas de gesso, corredores, escadas, móveis, espelhos e nichos.

As fitas permitem que se criem desenhos no teto e paredes através da iluminação. Além disso, você pode aproveitar formas do próprio ambiente, antes não muito valorizadas, para dar destaque, sem se preocupar em ser muito tradicional: aproveite a versatilidade das fitas para ser criativo e romper padrões!

Lightsense

Ainda na ideia de personalização, de uso da criatividade da arte e liberdade de escolha do usuário perante a iluminação, a Lightsense disponibiliza novas formas de se relacionar com a luz. Unindo a tecnologia LED à inteligência digital, o controle de iluminação ocorre por Wi-Fi. Composta por dispositivos que são instalados diretamente no circuito de luz e conectados à internet, LightSense permite personalizar toda a iluminação dos mais diferentes ambientes e locais.

O objetivo é engrandecer a relação das pessoas com a iluminação: é uma mão dupla. A luz muda tudo, e as pessoas mudam a luz. Dessa forma, com Lightsense é possível investir em uma iluminação orgânica e interativa, que se transforma de acordo com o momento e a necessidade, com personalidade e conceito próprios, indo muito além da luz como utilidade, transcendendo ao mundo da arte.


O coletivo TeamLab

Criado em 2001, TeamLab é um coletivo internacional de arte, formado por um grupo interdisciplinar de vários especialistas. Ele foi idealizado para eliminar fronteiras no meio artístico, com o suporte das tecnologias digitais. O grupo reúne artistas, programadores, engenheiros, matemáticos, arquitetos, designers gráficos e editores de impressão. O coletivo chama seus integrantes de ultra tecnólogos e pretende ultrapassar os limites entre arte, ciência, tecnologia, luz e criatividade através de atividades cocriativas.


O principal objetivo é explorar a relação entre o eu e o mundo. Partindo do princípio de que, para compreender o universo ao seu redor, as pessoas o separam em entidades independentes e limitadas, o teamLab busca transcender essas fronteiras.


O teamLab explora uma nova relação entre os seres humanos e a natureza através da arte. A tecnologia digital nos permitiu liberar a arte dos limites físicos e transcendentes. Não vemos nenhuma fronteira entre nós e a natureza. Tudo existe em uma longa, frágil e milagrosa continuidade da vida afirma o coletivo.

Uma forma de mudar o mundo

O teamLab apresenta seu repertório criativo na National Gallery of Victoria, em Melbourne, Austrália; a mostra Future Park, em Hangzhou e Tianjin, na China; e no Parc de la Villette, em Paris. Suas instalações monumentais viajam o mundo a convite de museus, galerias e instituições culturais. Com elas, os artistas transmitem sua visão de mundo aos visitantes.


As pessoas ficam imersas na exposição. Essa experiência incentiva as pessoas a sentir e pensar em seus corpos. Acreditamos que essa experimentação possa mudar a percepção das pessoas” afirmam os artistas.

Ao usar o digital como plataforma para suas criações, o teamLab afirma estar expandindo a forma de produzir arte, mudando o formato tradicional de como o espaço é tratado em museus e galerias. As pesquisas do coletivo estão focadas no tema ‘Arte da Natureza Digitalizada’ e como suporte pra utilizam softwares, luz (com destaque para o uso do LED) e som. Com esses elementos, as exposições exploram o papel da tecnologia digital, com imagens de um trabalho que se libertam de um quadro e entram em outro espaço.



As instalações dissolvem distinções entre obras de arte e espaços de exposição, envolvendo o espectador através da interatividade.

3 visualizações

Comments


Posts Em Destaque
Procurar por tags
Nenhum tag.
Posts Recentes
bottom of page