top of page
teamwork-making-online-blog.jpg

O que você precisa saber sobre tensão elétrica para a iluminação da sua casa ou projeto

No momento em que um projeto de iluminação é desenvolvido, conhecer a tensão elétrica local é fundamental para que a escolha dos produtos que irão compor a luz dos ambientes esteja em perfeita conformidade. Mesmo que você não seja um profissional, alguns conceitos básicos são necessários para que você evite acidentes. Confira!


Corrente Elétrica

É o fluxo de elétrons que circula em um condutor quando há diferença de potencial, ou seja, a tensão elétrica. A unidade de medida é o Ampère (A), em homenagem a André Marie Ampère. A corrente elétrica causa alguns efeitos, por exemplo:

  1. o efeito térmico de um chuveiro elétrico, que dissipa muito calor

  2. o efeito luminoso – a luz, que usamos no cotidiano.

O sentido real da corrente elétrica – elétrons livres – ocorre do terminal negativo para o positivo. No entanto, usualmente, adota-se o sentido convencional, que é aquele em que o movimento dos elétrons – de carga positiva – sai do terminal positivo para o negativo.


Há também dois tipos de correntes elétricas: a contínua e a alternada. contínua é aquela com sentido e intensidade constantes, normalmente gerada por pilhas e baterias, mas também por drivers para fitas de led e outros produtos. Já a alternada acontece em sentido e intensidade variáveis, como as geradas por usinas hidroelétricas.


Tensão Elétrica

Também conhecida como voltagem, é a diferença de potencial entre dois pontos. O que isso significa, afinal? Essa diferença possibilita o movimento dos elétrons, gerando uma corrente. Ou seja, de forma mais simples, a tensão é a força que empurra a corrente – fazendo uma analogia, a tensão seria um cano, e a corrente a água que passa por ele. Quanto maior o valor da tensão, mais energia pode fluir no circuito.

Sua unidade é o volt (V), em homenagem a Alessandro Volta. Ela é fornecida ao circuito através de um gerador, que, geralmente, em circuitos eletrônicos são baterias, transformando energia química em elétrica. Há dois tipos de tensão, tradicionalmente: a Monovolt – que é 127V ou 220V -, e a Autovolt – que se adequa à tensão elétrica local, suportando entre 100V e 240V.


Na prática, o que você precisa saber?

No Brasil, a tensão residencial costuma ser de 127V. Já ambientes corporativos, shoppings, indústrias, pela alta demanda de potência, utilizam a tensão elétrica de 220V. Para sua segurança, no momento da compra confira sempre as informações contidas nas embalagens dos produtos pois existem modelos de lâmpadas e luminárias disponíveis em diferentes voltagens e o uso incorreto pode causar danos e até acidentes graves. Além disso, conhecendo a tensão e a corrente elétrica é possível calcular o consumo de energia de um determinado equipamento (volts x amperes).

Entenda como ler as informações da embalagem:


Duas voltagens em um mesmo projeto: é possível?

É possível ter as duas voltagens na mesma instalação, em tomadas diferentes. Quando isso ocorre, é importante fazer algum tipo de marcação na tomada para que não se corra o risco de algum erro no momento de ligar os aparelhos. A tensão da instalação pode ser alterada depois do projeto concluído, apesar de não ser o indicado – considerando o custo.


O que acontece se eu ligar um aparelho 127V em uma tensão 220V?

Ele irá sofrer um curto-circuito e queimar, pois recebeu o dobro da carga elétrica necessária para funcionar. Atenção! Essa situação pode causar incêndios e outros acidentes graves.


O que acontece se eu ligar um aparelho 220V em uma tomada 127V?

O produto pode não funcionar ou funcionar com capacidade reduzida.

Em geral, quando submetido a uma tensão diferente da especificada pelo fabricante ou importador, o produto funciona em condições adversas, geralmente levando a queima total ou perda parcial de algumas funções. Tais condições não são contempladas na garantia, portanto, certifique-se de tomar esse cuidado.


Posso ligar uma lâmpada LED 220V no 127V?

A lâmpada LED acenderá com baixa luminosidade e pode apresentar luz intermitente ou instabilidade no fluxo luminoso, causando também danos ao produto que podem comprometer sua vida útil e garantia.

Conclusão

Indiferente da tensão escolhida, para aumentar a segurança de uma instalação, alguns cuidados devem ser tomados, como a instalação de disjuntores. Esses dispositivos de proteção atuam caso alguma corrente ultrapasse o valor nominal permitido, impedindo danos como curto circuitos ou correntes de falta capazes de causar choques elétricos.

Ficou com alguma dúvida? Pergunte nos comentários, que nossa equipe de especialistas estará pronta para ajudar! 🙂


8 visualizações

Comments


Posts Em Destaque
Procurar por tags
Nenhum tag.
Posts Recentes
bottom of page