top of page
teamwork-making-online-blog.jpg

Olafur Eliasson: como a arte se ilumina

Olafur Eliasson é um artista conhecido por suas esculturas e criações em larga escala, sempre utilizando elementos da natureza para gerar uma experiência imersiva ao espectador. Dessa forma, ele interage com o ambiente através de materiais como água, ar, pedras, fumaça, espelho ou luz. Conheça mais sobre esse artista inspirador e sobre a maneira como ele busca mudar a forma como vivenciamos o mundo.


Sobre Olafur Eliasson

Olafur é um artista dinamarquês que morou muitos anos na Islândia, com o seu pai, o que o incentivou a muitos trabalhos voltados à neblina e à fumaça. Através dos seus estudos em geometria, Olafur conseguiu, em projetos que incluem instalações, esculturas, fotografias e pinturas, unir a ciência com a arte. Para ele, a arte é uma experiência que possui um forte impacto sobre o mundo ao seu redor. Nesse contexto, ele possui uma grande preocupação com a natureza e busca, através dos seus trabalhos, gerar essa reflexão aos espectadores.


Quando você olha para uma obra de arte é como se ela olhasse para você. É você quem está sendo ouvido. Meu trabalho depende completamente do espectador para transformar ideias em arte.

Olafur, atualmente, possui um estúdio em Berlim com cerca de 100 colaboradores. Entre eles: artesãos, técnicos, arquitetos, arquivistas, historiadores de arte, designers, cineastas, cozinheiros e administradores. Além de um grande artista, ele também é um líder diferenciado, que acredita na colaboração para a excelência. Conheça alguns de seus trabalhos mais marcantes:


Ice Watch, 2018.

In Real Life, 2019.

Symbiotic seeing, 2020.

Mirror my calmness Buddha in me, 2021.

Fjordenhus, 2009-2018.

Retinal flare space, 2018.

A luz que faz a cor desaparecer


Room for one colour, 1997

Você imaginaria um mundo sem cor? Em um dos seus trabalhos mais intensos, Olafur conseguiu proporcionar essa estranha sensação. Segundo ele, a ausência de cor faz com que as pessoas prestem mais atenção no resto. No teto de uma sala branca foram montadas lâmpadas de monofrequência que emitem luz amarela, reduzindo a faixa espectral das cores para amarelo e preto. Isso ocorre porque a luz branca que conhecemos, na verdade, é composta por uma infinidade de outras cores. Ou seja, ela é a luz que torna todas as cores visíveis. Como reação ao contexto amarelo, ao sair da sala, os espectadores ainda tinham a sensação momentânea de uma imagem azulada. No minimalismo desse projeto, Olafur provou o que ele sempre afirma em suas entrevistas:


Boa parte do meu trabalho é explorar essa noção de que o que consideramos verdade depende do ponto de vista. Nós criamos a realidade conforme passamos pelos lugares.

A flor amarela

Ao analisar a quantidade de pessoas no mundo que ainda não possuem energia elétrica, Olafur criou a Little Sun, uma lâmpada que leva uma fonte alternativa de luz LED às comunidades. A opção é recarregável com energia solar e possui baixo custo. A iniciativa foi levada para vários países da África, mas não como uma doação. A ideia, na verdade, foi gerar um modelo de negócios sustentável à região, proporcionando empregos. Enquanto na África a lâmpada foi vendida a preços acessíveis, na Europa e Estados Unidos foi a preços mais elevados, o que permitiu um destinamento de lucros para criação de lojas em comunidades africanas. Isso que é transformar o mundo a sua volta através da arte!



Little Sun, 2014.

O clima

O projeto sobre clima, exposto em Londres, utilizou a iluminação de forma a criar um ambiente incrível. A ideia era projetar um modelo de espaço onde se pudesse andar, trazendo elementos como o ar, o vazio ou a atmosfera. Para isso, Olafur utilizou a névoa, com o objetivo de bloquear a luz do céu. A grande esfera, por sua vez, era metade de verdade, metade espelho. Dessa forma, criou-se uma noção de espaço muito maior do que a realidade. A utilização da luz amarela monocromática criou uma sensação transcendental. As reações e experiências dos espectadores foram diversas: algumas pessoas entendiam que era sobre o apocalipse, e sentiam uma certa angústia ou tristeza; outras, tinham vontade de meditar, refletir sobre suas vidas, com um sentimento de paz e autoconhecimento.


The Weather Project, 2003.

Série Abstract

Para conhecer um pouco mais sobre Olafur Eliasson, assista ao primeiro episódio da segunda temporada da série Abstract, da Netflix. A série mostra como pensam alguns dos designers mais inovadores do mundo e como eles influenciam todos os aspectos da nossa vida. Veja o trailer:



11 visualizações

Comments


Posts Em Destaque
Procurar por tags
Nenhum tag.
Posts Recentes
bottom of page